"Não é possível refazer este país, democratiza-lo, humaniza-lo, torna-lo sério, com adolescentes bricando de matar gente, ofendendo a vida, destruindo o sonho, inviabilizando o amor. Se uma educação sozinha não transforma uma sociedade, sem ela a sociedade tão pouco muda." Paulo Freire

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Plano de aula / Tema: A Feira



Tema: A Feira

Objetivo: Uso da linguagem oral para conversar, brincar, comunicar e expressar desejos, necessidades, opiniões, idéias, preferências e sentimentos e relatar suas vivencias nas diversas situações de interação presente no cotidiano.

Procedimento: Organizar com as crianças uma feira, com barracas (as mesinhas da sala de aula) e frutas e legumes (plástico ou confeccionadas com jornal e argila pelas próprias crianças), organizar também as folhas com os preços dos produtos da feira. Perguntar as crianças que outros produtos se vendem na feira e organizar com o material citado ou confeccioná-los com material alternativo (sucata).

A cada criança pode ser dada uma sacolinha confeccionada com caixa de leite, e dinheirinho (comprado ou confeccionado pela professora).

Em roda a professora explica a brincadeira, porém deixa que as crianças decidam quem serão os vendedores e quem serão os compradores. A professora pode auxiliar a brincadeira auxiliando nas falas dos feirantes (rimas e brincadeiras) ou participar da brincadeira como uma freguesa da feira vivendo os possíveis problemas que uma feira pode ter (fruta madura demais, produtos caros, pagamento e troco, etc).

Ao termino da brincadeira as crianças podem socializar se gostaram ou não da brincadeira, o porquê, o que foi mais divertido, etc. A professora pode pedir o registro da brincadeira, por meio do desenho e dependendo do grupo por meio da escrita simples.

Variações:

O trabalho com a feira pode se tornar uma rica seqüência didática se a professora planejar todas as atividades, fazendo a interdisciplinaridades possíveis, neste caso com a matemática (explorando os preços e os cálculos para pagar e para receber o troco, quantidade de produtos e peso).

A professora pode promover um passeio à feira local, para observarem o espaço e as falas que aparecem na feira.

Apresentar para as crianças a tela “A Feira” de Tarsila do Amaral, contextualizando-a com a feira, relacionando as frutas do quadro com as da brincadeira e com as da feira de verdade.

Fazer a brincadeira de percepção tátil ou percepção do paladar com as frutas que as crianças mais gostam, onde as crianças têm que adivinhar as frutas que comem ou cheiram.

A seqüência pode culminar em uma deliciosa salada de frutas organizada pela professora e os alunos, convidando outro grupo para socializarem a salada de frutas e os conhecimentos adquiridos por meio da oralidade ou de registros gráficos (desenhos / textos) ou de registros tridimensionais (produto da confecção com argila).


Andreia Mello

Um comentário:

Anônimo disse...

Adorei a sugestão e acredito que será uma aula super divertida, pois as crianças gostam de novidades e de tudo aquilo que lhes chamam a atenção.