"Não é possível refazer este país, democratiza-lo, humaniza-lo, torna-lo sério, com adolescentes bricando de matar gente, ofendendo a vida, destruindo o sonho, inviabilizando o amor. Se uma educação sozinha não transforma uma sociedade, sem ela a sociedade tão pouco muda." Paulo Freire

domingo, 5 de abril de 2009

"QUE DIFERENÇA TÊM?"


(André de Souza)
Que diferença têm o meu cabelo e o seu?
Que diferença têm seu tom de pele e o meu?
Na verdade tudo é diferente - e é normal-,
Nunca um ser humano vai achar outro igual.
Diferenças são riquezas e valem mais.
Não há por que querer que só existam os iguais.
A ciência já mostrou que está na diversidade
A chave da sobrevivência da humanidade.
Que bom que você é diferente de mim!
Em nenhum lugar vou encontrar outro assim.
E é muito legal saber que somos, no final,
Semelhantes e diferentes, como açúcar e sal.
(...)
In: Pedagogia de projetos interdisciplinares. Tânia Dias Queiroz.
São Paulo, Rideel, 2001.

Um comentário:

BRUNA disse...

sim..
ola tenho 9anos...
sou uma menina muito legal...
e adorei o seu poema,isso me faz lembrar do vencimento dos negros.
porque, todos os negros ja tiveram o seu tempo
de rassismo...
E EU AGRADEÇO A DEUS POR NUNCA ME CHAMAREM DE NEGRA...E COM O SEU POEMA EU FIZ UMA MUSICA...
QUE DEUS TE ABENÇOE E QUE SEUS POEMAS MELHOREM MAIS ACADA DIA...
BEIJOS....DA SUA LEITORA BRUNA....